Buscar
  • rodolfominari

TRIPOFOBIA (OU BARATAS VOADORAS)

Por medo de siri, não foi à praia

Não se sujou de lama por temer bicho de pé

Por medo do escuro, não fechou os olhos

Por medo de trovão, não olhou pro céu


De meia, pra evitar a ferpa debaixo da unha

Na penumbra da mata ele nunca entrou

Por medo de aranha, pomba e lagartixa

Não conheceu o sótão e nem o porão


Por medo do fogo, ele tremeu de frio

Por medo de perder a liberdade se perdeu

Parou por medo de realizar seus sonhos

Por medo de morrer, ele não viveu...

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Eu já fui velho, só andava de bengala Eu já fui homem, tudo tinha hora marcada Eu já fui moço namorando a madrugada E agora sou criança jogando bola na sala Ai, ai, maldade do tempo Que nunca deixou d

Preciosa és, minha vida Frágil porcelana, pó Num fio corrediço, nó Das miudeas, guarida A sombra do meu ipê O cheiro de já chovê A roupa a ser recolhida Pássaro ligeiro és, vida Cavalo que vara o vent

Com esse tantinho de água e sabão, Dondó lavou a roupa da cidade inteira Com o mesmo tantinho de água nas mãos, a filha de Dondó curou minha canseira Lavou dor, lavou mágoa com esse tantinho de água D