Buscar
  • rodolfominari

A FLECHA

O meu arco é do tronco da pupunha

E a corda é da fibra do tucum

Minha flecha é um pedaço de taquara

Na cauda, meia pena de arara

E, na ponta, um ossinho de mutum


Na ponta um ossinho

Da canela do mutum

Banhado na seiva de um cipó

Pra derrubar o invasor


Sou guerreiro tupi

Armado pra me defender

Se minha flecha zunir

Melhor correr

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Eu já fui velho, só andava de bengala Eu já fui homem, tudo tinha hora marcada Eu já fui moço namorando a madrugada E agora sou criança jogando bola na sala Ai, ai, maldade do tempo Que nunca deixou d

Preciosa és, minha vida Frágil porcelana, pó Num fio corrediço, nó Das miudeas, guarida A sombra do meu ipê O cheiro de já chovê A roupa a ser recolhida Pássaro ligeiro és, vida Cavalo que vara o vent

Com esse tantinho de água e sabão, Dondó lavou a roupa da cidade inteira Com o mesmo tantinho de água nas mãos, a filha de Dondó curou minha canseira Lavou dor, lavou mágoa com esse tantinho de água D